Lei Marcial é aprovada por Obama


Barack Obama covardemente sancionou a Lei Nacional de Autorização de Defesa para o Ano Fiscal de 2012 no dia 31 de Dezembro de 2011, talvez com esperanças de que não chamaria atenção de ninguém ao promulgar uma Lei Marcial na véspera do ano novo.
Como era esperado, Obama sancionou a Lei de Defesa ao mesmo tempo em que fez um “Signing Statement”, que se trata de um comunicado de promulgação de lei que tem o objetivo de manifestar a opinião e qualquer discordância que o presidente tenha em relação à lei que acabou de promulgar. Entretanto, esta lei poderá ser aplicada, independentemente de quaisquer reservas que hajam no Signing Statement, na totalidade do seu texto.

Neste comunicado, Obama afirmou que “… o meu governo não irá autorizar a detenção militar por tempo indeterminado e sem julgamento de cidadãos americanos. De fato, eu acredito que, agindo assim, eu quebraria as nossas mais importantes tradições e valores como uma nação. O meu governo irá interpretar a seção 1021 de uma maneira que assegure que qualquer detenção que ela autorize obedeça à Constituição, às leis de guerra e a outras leis que sejam aplicáveis.”

Em termo práticos, um Signing Statement funciona como uma promessa de fazer dieta, que você pode quebrar na primeira oportunidade que vê uma lata de cerveja ou um bolo de chocolate. Obama poderá usar as provisões da Lei de Defesa que lhe dão o poder de prender cidadãos sem o devido processo legal e por tempo indeterminado sem ter de prestar contas à justiça, porque os Signing Statements não são leis e não são poderes outorgados pela Constituição ao Poder Executivo.

Além disso, tudo não passa de uma tremenda encenação, uma vez que os autores da lei, os senadores Carl Levin e John McCain, declararam no Senado que foi o próprio presidente Obama quem pediu para que as provisões que permitem a detenção por tempo indeterminado e sem o devido processo legal de cidadãos americanos fossem incluídas na lei. 

Por que Obama teria agora “sérias reservas”, conforme disse no Signing Statement, em relação às mesmas provisões que ele próprio pediu para adicionar antes da aprovação da lei pelo Congresso?

Esses poderes tirânicos serão usados por Obama ou por outro político que ocupe o cargo da Presidência no momento apropriado. Segundo analistas, este momento seria o próximo grande “atentado terrorista” em solo americano. Como é sabido, a maioria dos atentados terroristas, como 11 de Setembro, são de Bandeira Falsa, ou seja, são encenados pelo próprio governo como forma de criar uma desculpa para perseguir ou atacar inimigos ou para cumprir uma agenda pré-determinada. 

A Lei Marcial será posta em prática para prender cidadãos deste perfil, que têm consciência política e que defendem os valores americanos tradicionais de liberdade, poderes limitados para o governo federal e auto-suficiência. E desta forma, caso não haja uma reação do povo americano, a Nova Ordem Mundial conseguirá tomar o poder em definitivo nos Estados Unidos, e não haverá ninguém com poder suficiente no mundo para impedir que a sua Agenda Globalista de dominação mundial e de Extermínio Global seja cumprida.

Veja o Video: 




Essa é uma notícia que já era esperada por todos que acompanham o que vem acontecendo no mundo, aqueles que buscam as notícias e não apenas a veem pela TV e sabem que estamos realmente no fim dos tempos.

Aprovada a partir dos EUA, que são o carro-chefe do mundo, tenha certeza que será aprovada no mundo inteiro inclusive no nosso querido Brasil.

Mas não devemos temer porque temos um Deus que é dono do Universo inteiro um Deus misericordioso.


Obrigado por visitar o Acorde, Cristo vem! 

Penulis : Kyo ~ Sebuah blog yang menyediakan berbagai macam informasi

Artikel Lei Marcial é aprovada por Obama ini dipublish oleh Kyo pada hari terça-feira. Semoga artikel ini dapat bermanfaat.Terimakasih atas kunjungan Anda silahkan tinggalkan komentar.sudah ada 1comentários: di postingan Lei Marcial é aprovada por Obama
 
Reações: 

1 comentários: